Senador Hélio José almoça com lideranças e visita a comunidade da Vila Cauhy

0
271
Senador Hélio José almoça com lideranças e visita a comunidade da Vila Cauhy

O senador Hélio José (PMDB-DF) participou, na tarde de sábado (18), de almoço com os representantes da Associação dos Moradores da Vila Cauhy (AMOVIC), além de conversar com moradores da comunidade. As lideranças comunitárias pediram apoio do parlamentar para ajudar a solucionar problemas enfrentados por cerca de 850 famílias que vivem naquela localidade.

Um dos pontos foi abordados pelo líder comunitário e conselheiro tutelar, Walter Marques, morador da região foi questão da regularização fundiária do local e remanejamentos de moradores que moram próximos as margens do córrego, nas proximidades em que o córrego que divide a Vila Cauhy e o setor de oficinas do Núcleo Bandeirante.

Senador Hélio José atravessa ponte sobre córrego que separa o setor de oficinas de Núcleo Bandeirante e Vila Cauhy
Senador Hélio José atravessa ponte sobre córrego que separa o setor de oficinas de Núcleo Bandeirante e Vila Cauhy

Entre as propostas apresentadas por Marques, está a criação de um parque que além de atender à comunidade das duas cidades que poderia ajudar a baixar, consideravelmente, os índices de criminalidade na região. “Minha sugestão é pegar a área mais crônica da cidade e transformar no melhor setor da cidade”, disse ao observar que se tratam de áreas com alta incidência de crimes.

Hélio José se comprometeu a tentar intermediar, junto aos órgãos competentes, para ver a viabilidade da instalação do parque. O parlamentar, que caminhou pelas ruas e conversou com os moradores da Vila Cauhy, considerou uma reivindicação inteligente por parte da comunidade.

“A instalação de um parque, próximo às margens do córrego, que separa o setor de oficinas do Núcleo Bandeirante e essa área, que costuma alagar com as chuvas, na Vila Cauhy, traz proteção aos moradores que poderão ser realocados em outras áreas, a exemplo do campo de futebol que pode ser trazido para cá. Ganham os moradores, pois a mata ciliar, o córrego e o bioma local ficam protegidos e os moradores saem da área de risco”, disse.

Fotos: Kleber Karpov
Por ASCOMHJ

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA