Hélio José manifesta preocupação com a possível privatização das Centrais Elétricas de Goiás

0
557

imagem_materia

O senador Hélio José (PSD-DF) manifestou sua preocupação com a notícia de que a Centrais Elétricas de Goiás (Celg), corre o risco de ser privatizada. Ele in formou que os deputados goianos aprovaram, na semana passada, autorização para o governo local vender suas ações da Celg Distribuidora de Energia. O estado tem 49% dessas ações; os 51% restantes pertencem ao governo federal.
Segundo o senador, o governo de Goiás alega que precisa vender as ações para fazer caixa dentro da política de ajuste fiscal. o senador entende, no entanto, que vender um patrimônio público como a Celg não é a melhor maneira de alcançar esse objetivo.
Hélio José explicou que a alegada dívida da empresa refere-se a processos ainda em negociação envolvendo as usinas de Corumbá, Tocantins e Cachoeira Dourada, nas quais a empresa tem saldo a receber do estado. Além disso, a Celg ficou cinco anos sem poder reajustar as tarifas de energia, o que fez com que R$ 5,7 bilhões deixassem de entrar nos cofres da empresa.
– Os números mostram que a companhia elétrica de Goiás é perfeitamente viável do ponto de vista contábil, ao contrário dos argumentos utilizados para justificar seu repasse à iniciativa privada. Quero deixar claro aqui a minha posição contrária à venda da Celg por parte dos governos federal e estadual – afirmou o senador.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA