Senador Hélio José debate legislação relacionada às células tronco na CDH

0
92

O senador Hélio José (PMDB-DF), por meio de requisição apresentada pelo mesmo, presidiu a audiência pública da Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal (CDH), realizada na manhã desta quinta-feira, 28, para debater a situação da pesquisa e da legislação relacionadas às células tronco.

O senador deu início a reunião enfatizando que a Ciência traz a cada dia o espetáculo do dom do conhecimento. Disse que nos anos que virão, vamos conhecer mais que tudo o que já foi descoberto até hoje e transformações vigorosas serão possíveis de serem vistas nos próximos 100 anos, com impactos talvez maiores que os ocorridos nos últimos 5 mil anos. Para o bem e para o mal. Hoje o ser humano é capaz de criar vida, como é também capaz de destruir toda a vida do planeta.

O debate sobre células tronco é extenso e muito discutido. Envolve representantes de várias religiões, cientistas, poder público e grupos antiabortivo. A respeito dessas discussões, o senador afirmou que a ciência deve estar sempre ao serviço da vida e não vice-versa e que jamais irá impor, como legislador e como cidadão, o seu credo aos demais, limitando-lhes a liberdade de crer e de ser, mas que traria a reflexão sobre o bem maior da vida sempre “Pois, a vida há de se impor, ou deixaremos de existir, até mesmo como memória”. Informou o senador.

Compuseram a mesa, o Consultor Técnico do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde – SCTIE/M, Augusto Barbosa Júnior, o representante do Conselho Federal de Medicina – CFM, Luís Henrique Mascarenhas Moreira, o Vice-Diretor de Defesa de Classe da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular – ABHH, José Francisco Comenalli Marques Júnior, o Vice-Diretor Financeiro da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular – ABHH, Alfredo Mendrone e o Chefe de pesquisas sobre células tronco na Fiocruz, Ricardo Ribeiro.

Os especialistas defenderam mais investimentos em pesquisas com células tronco e criticaram bancos de sangue de cordão umbilical privados. O senador Hélio José disse que o debate pode ajudar o Congresso Nacional a mudar a legislação para permitir mais recursos para a área e coibir abusos.

Os convidados expuseram dados e fatos sobre pesquisas em relação a células tronco e, também, os seus respectivos pontos de vista expostos em reproduções de imagens projetadas em telão, que podem ser visualizadas acessando este link.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA