Alterações no modelo de geração de energia elétrica no Brasil é debatido em audiência pública

0
489

A Comissão de Infraestrutura (CI) realizou nesta manhã de terça-feira (13) uma audiência pública requerida pelo Senador Hélio José (PMDB-DF) sobre a necessidade de alterações no modelo de geração de energia elétrica, tendo em vista as políticas públicas de implantação de energias alternativas e renováveis no Brasil e suas interdependências com as energias tradicionais na composição da matriz elétrica.

Participaram da audiência representantes do Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia (MME), Eduardo Azevedo Rodrigues; o Coordenador-Geral de Expansão Eletroenergética da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Cássio Giuliani Carvalho; o Superintendente de Regulação dos Serviços de Geração da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Christiano Vieira da Silva; o Presidente-Executivo da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia Elétrica (ABRACEEL), Reginaldo Medeiros;  o Diretor Técnico da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEOLICA), Sandro Yamamoto e o Gerente de Bioeletricidade da União da Indústria da Cana-de-Açúcar – ÚNICA, Zilmar José de Souza.

Hélio José ressaltou na audiência o esforço que a CI tem feito para se empenhar pela causa de mudança da matriz energética brasileira. “Este País, que já tem a sorte de gerar a maior parte de sua eletricidade por meio de fontes renováveis, como por exemplo as usinas hidrelétricas, deve ampliar seus esforços e suas apostas, emprestando máximo apoio ao aproveitamento racional da energia eólica e da energia solar fotovoltaica, da energia da biomassa, da energia proveniente dos resíduos sólidos urbanos e rurais”, declara o senador.

Energia Limpa

 O Peemedebista ainda destacou a importância e a urgência em renovar a matriz energética do país, ele enfatizou em seu discurso, dizendo os malefícios que a natureza sofre em produzir energia elétrica tradicional com o excesso de poluentes. “Por toda a poluição que gera, acreditamos que a indústria do petróleo deve dar lugar a novos produtos livres de poluentes, no curso dos próximos anos. Este é o caso, por exemplo, dos carros elétricos, que, uma vez disseminados, irão tornar dispensável o automóvel abastecido apenas com combustíveis fósseis, para grande alívio das cidades em todos os Continentes. O passado tem nos ensinado que os brasileiros são capazes de profundas transformações na proteção à natureza. O etanol, por exemplo, é bem menos poluente que os combustíveis fósseis, e tem servido de alternativa para abastecer nossa frota automobilística”, explicou o senador.

O parlamentar terminou seu discurso dizendo que com um novo modelo de geração de energia elétrica, definitivamente, tornará o Brasil em um país livre de ameaça ao meio ambiental, com uma forte contribuição para um Planeta ambientalmente sustentável. “Por este resultado a Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado irá lutar, ao lado e em favor da sociedade brasileira”, concluiu.

Os convidados apresentaram propostas na audiência e se comprometeram discutir e ampliar os debates em 2017 em futuros encontros proposto pelo senador Hélio José.

ASCOM

Foto: Renan Araújo

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA