Em sessão especial, Senado Federal celebra o lançamento da Campanha da Fraternidade de 2017 da CNBB

0
361

 

Foi realizada nesta quinta-feira (06) no plenário do Senador Federal a sessão solene que celebrou o lançamento da Campanha da Fraternidade – CF – 2017, cujo o tema da campanha é “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, que tem como lema “Cultivar e guardar a criação” onde recebeu as merecidas honras da Casa.

A CF é marcada pelo empenho de todos em favor da solidariedade e fraternidade, sempre abordando temas atuais, que a cada ano propõe uma transformação social e comunitária, seja ela em desafios sociais, econômicos, culturais e até mesmo religiosos, onde toda a população envolvida na Campanha da Fraternidade é convidada a ver, julgar e agir.

Esta ação é realizada todos os anos pela Igreja Católica no Brasil e envolve a comunidade e o cidadão com diversas ações pastorais em todos os estados.

O senador Hélio José (PMDB/DF) parabenizou os organizadores que estão à frente da campanha e a as pastorais das Igrejas Católicas envolvidas.

“Desde a sua criação, essa campanha tem servido não apenas para despertar a comunidade católica brasileira para os temas e lemas anuais, mas, também, para alertar para questões que extrapolam a dimensão confessional. Católicos de todos os ritos, cristãos de todas as formas de congregação, religiões de matriz africana ou indígena e também os humanistas são também chamados, pois há uma dimensão ecumênica que tem sido ressaltada e destacada a cada ano que passa”, declara o senador.

O parlamentou ainda enfatizou a importância da campanha e destacou as afinidades que existem entre a CNBB e os movimentos sociais mais libertários brasileiros, dos últimos 50 anos. “Isso tem ocorrido em função dessas ações realizadas pela CF que movimentam as juventudes escolares, trabalhistas, as comunidades cristãs, os movimentos sociais e os acampamentos de sem terras. Uma chama de esperança que expressa na reflexão coletiva e orienta todos os cristãos a buscarem o lado dos oprimidos”, parabenizou o peemedebista que disse ainda que o Senado pode participar disso, e transformar as Comissões Permanentes em fóruns privilegiados, e podendo melhorar a legislação vigente e produzir novas leis a partir desse olhar que a Campanha da Fraternidade nos motiva.

Foto: Geolando Gomes

ASCOM

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA